Amor à leitura: o junho do PET Educação


Junho, um mês dedicado ao namoro e aos votos de fidelidade! Essa data, comemorada no Brasil em 12 de junho, impulsionou o GELL a assumir, publicamente, seu romance com os livros. E a convidar cada um de nossos leitores a declarar seu apaixonamento! Por livros, gêneros, autores, ilustradores...

Para tornar esse namoro-compromisso emocionante, o GELL – Grupo de Estudos em leitura literária com o apoio da Sala de Leitura Erico Verissimo e do PET Educação – está promovendo ações de estudo, pesquisa e intervenção. O foco é aprofundar o gosto por livros, gêneros literários, autores e ilustradores brasileiros. Conheça as datas importantes e participe:


Calendário
01 de Junho – Ensaio do espetáculo Pandolfo Bereba, de Eva Furnari. Local: Museu do Doce, 16 horas;
02 de Junho – Oficinas de leitura literária no XII Congresso Nacional de Educação em Valores Humanos, que ocorreu no IFSul – Campus Pelotas. Responsáveis: Alessandra Steilmann, Cinara Postringer, Cláudia Sousa, Ieda Kurtz,  Ellen Borba, Rodelaine Lima e Cristina Maria Rosa;
03 de Junho – PET Educação na Fenadoce. Distribuição de folders ao público e do Manifesto por um Brasil Literário do MBL – Movimento por um Brasil Literário, de Bartolomeu Campos de Queirós. Responsáveis: Estudantes da Licenciatura em Pedagogia e petianas Rafaela Camargo e Tamires Goulart. Estande da UFPel, das 14 às 18, Fenadoce;
04 de Junho – Leituras de Eva FurnariEscola Estadual de Ensino Fundamental Fernando Treptow. Responsáveis: Estudantes da Licenciatura em Pedagogia e bolsistas PET Educação Ieda Kurtz e Leonardo Capra. 
05 de Junho – Aula Pública na BBP - Biblioteca Pública Pelotense. Tema: A Literatura na Biblioteca. 14 horas, BPP. Público Estudantes da UNATI – Universidade Abeta à Terceira Idade. Respondáveis: Bitica Rosa, Erica Machado Leopoldo, Ieda Kurtz, Rodelaine Lima e Cristina Maria Rosa. Guias e palestrantes: Camila, Janaína e Wellington (da Biblioteca Pública Pelotense);

05 de Junho – Café Literário. Tema: Os cinco sentidos, de Bartolomeu Campos de Queirós. 16 horas, no Mercado Público. Leitora: Cristina Maria Rosa. Público: Estudantes da UNATI – Universidade Aberta à Terceira Idade;
06 de junho – Leitura para pequeninhosEscola Infantil Crescer Brincando. A leitora é Maiara Kringel, estudante de Pedagogia e bolsista PET Educação, sob orientação da Drª Cristina Maria Rosa. No rol de livros a serem lidos em 2018, Ana Maria Machado, Eva Furnari, Mary França e muitos outros...
07 de junho: Palestra: A leitura literária em meu projeto pedagógico. Palestrante: Tais Ferreira Braga. 19 horas, Sala 245. Público: 8º semestre da Pedagogia (FaE/UFPel);
08 de Junho – Abertura da Sala de Leitura Erico Verissimo ao público da cidade de Pelotas. Museu do Doce, 15 às 17 horas Responsáveis: Alessandra Steilmann, Cinara Postringer e Roselaine Lima;
08 de Junho – Ensaio do Espetáculo Lendo Simões. Texto escolhido: Melancia Coco Verde. GELL. 16 horas, Museu do Doce. Aberto ao público.

11 de Junho – Leitura na Escola Estadual de Ensino Fundamental Fernando Treptow. Obras: Gente e Bichos – A Coleção Erico Verissimo para crianças. Alessandra Steilmann e Cláudia Souza, do PET Educação.

11 de Junho – Leituras de Eva FurnariEscola Estadual de Ensino Fundamental Fernando Treptow. Responsáveis: Estudantes da Licenciatura em Pedagogia e bolsistas PET Educação Ieda Kurtz e Leonardo Capra. 
12 de Junho – Lançamento da Pesquisa interativa: Qual o seu grande amor quando se trata de livros? Anuncie aos quatro ventos o seu livro predileto. Nós queremos saber...

13 de Junho – Leitura para pequeninhosEscola Infantil Crescer Brincando. A leitora é Maiara Kringel, estudante de Pedagogia e bolsista PET Educação, sob orientação da Drª Cristina Maria Rosa. No rol de livros a serem lidos em 2018, Ana Maria Machado, Eva Furnari, Mary França e muitos outros...
14 de Junho – Aula na Livraria: 3º módulo do Curso Somos Loucos por livros, ofertado às Bibliotecárias do Município de Pelotas, RS;

14 de Junho – Leitura Literária. Obra: Pandolfo Bereba. 19 horas, Sala 245. Público: 8º semestre da Pedagogia (FaE/UFPel). Leitores: Cristina Rosa, Ieda Kurtz e Leonardo Capra;

15 de junho – Abertura da Sala de Leitura Erico Verissimo ao público da cidade de Pelotas. Museu do Doce, 15 às 17 horas. Responsáveis: Alessandra Steilmann, Cinara Postringer e Roselaine Lima;
15 de Junho – Ensaio do Espetáculo Lendo Simões. Texto escolhido: Melancia Coco Verde. GELL. 16 horas, Museu do Doce. Aberto ao público.

17 de Junho – PET Educação na Fenadoce. Distribuição do Manifesto por um Brasil Literário, de Bartolomeu Campos de Queirós e MBL – Movimento por um Brasil Literário. Entre 15 e 18, no Estande da UFPel.  

18 de junho – Leitura na Escola Estadual de Ensino Fundamental Fernando Treptow. Obras: Gente e Bichos – A Coleção Erico Verissimo para crianças. Alessandra Steilmann e Cláudia Souza, do PET Educação.

18 de Junho – Leituras de Eva FurnariEscola Estadual de Ensino Fundamental Fernando Treptow. Responsáveis: Estudantes da Licenciatura em Pedagogia e bolsistas PET Educação Ieda Kurtz e Leonardo Capra. 
20 de Junho – Leitura para pequeninhosEscola Infantil Crescer Brincando. A leitora é Maiara Kringel, estudante de Pedagogia e bolsista PET Educação, sob orientação da Drª Cristina Maria Rosa. No rol de livros a serem lidos em 2018, Ana Maria Machado, Eva Furnari, Mary França e muitos outros...
21 de Junho – Leitura Literária. Obra: A história mais triste do mundo, de Mário Corso. 19 horas, Sala 245. Público: 8º semestre da Pedagogia (FaE/UFPel). Leitora: Cristina Maria Rosa.

22 de junho – Abertura da Sala de Leitura Erico Verissimo ao público da cidade de Pelotas. Museu do Doce, 15 às 17 horas. Responsáveis: Alessandra Steilmann, Cinara Postringer e Roselaine Lima;
22 de Junho – Ensaio do Espetáculo Lendo Simões. Texto escolhido: Melancia Coco Verde. GELL. 16 horas, Museu do Doce. Aberto ao público.

22 de Junho – Leitura Literária para bebês. Escola Municipal de Educação Infantil Visconde de Ouro Preto, em Arroio do Padre. Público: Berçário, uma turminha de três anos e duas turminhas de quatro.

25 de junho – Leitura na Escola Estadual de Ensino Fundamental Fernando Treptow. Obras: Gente e Bichos – A Coleção Erico Verissimo para crianças. Alessandra Steilmann e Cláudia Souza, do PET Educação.

25 de Junho – Leituras de Eva FurnariEscola Estadual de Ensino Fundamental Fernando Treptow. Responsáveis: Estudantes da Licenciatura em Pedagogia e bolsistas PET Educação Ieda Kurtz e Leonardo Capra. 
26 de Junho – Sarau literário da UNATI, a Universidade Abeta à Terceira Idade. Museu do Doce, 16 horas;

27 de Junho – Leitura para pequeninhosEscola Infantil Crescer Brincando. A leitora é Maiara Kringel, estudante de Pedagogia e bolsista PET Educação, sob orientação da Drª Cristina Maria Rosa. No rol de livros a serem lidos em 2018, Ana Maria Machado, Eva Furnari, Mary França e muitos outros...
28 de Junho – Leitura Literária. Obra: Nós, de Eva Furnari. 19 horas, Sala 245. Público: 8º semestre da Pedagogia (FaE/UFPel). Leitora: Cristina Maria Rosa.
29 de junho – Abertura da Sala de Leitura Erico Verissimo ao público da cidade de Pelotas. Museu do Doce, 15 às 17 horas. Responsáveis: Alessandra Steilmann, Cinara Postringer e Roselaine Lima;
29 de Junho – Ensaio do Espetáculo Lendo Simões. Texto escolhido: Melancia Coco Verde. GELL. 16 horas, Museu do Doce. Aberto ao público.
30 de junho: Publicação da Pesquisa Interativa. Lista de livros que surgiu como resultado da pesquisa Amor aos quatro ventos, iniciada em 12 de Junho por meio digital (WhatsApp) que buscou conhecer qual o grande amor do usuário por um livro. Disponível a partir de meia noite de 30/06/2018 em: https://saladeleituraericoverissimoufpel.blogspot.com/2018/06/amor-aos-quatro-ventos.html

Leitura literária: o foco do PET Educação em 2018


Em 2018, o PET Educação está desenvolvendo diversificadas ações com o objetivo de formar mais plurais e consistentes leitores literários. Além das atividades já expressas no planejamento, dois novos projetos foram iniciados em maio: “Lendo para pequeninhos” e “Lendo no Cecília Meireles”. Acompanhe a descrição de cada um e divirta-se!


1. Lendo para pequeninhos é um projeto de leitura literária que está ocorrendo na Escola Infantil Crescer Brincando, inaugurada em setembro de 2017 e que recebe crianças entre quatro meses e cinco anos. A leitora é Maiara Kringel, estudante de Pedagogia e bolsista PET Educação, sob orientação da Drª Cristina Maria Rosa. No rol de livros a serem lidos em 2018, Ana Maria Machado, Eva Furnari, Mary França e muitos outros...
Na escola
Para a Diretora da Escola, Pedagoga Daiane Goia, a chegada do projeto de leitura foi um encantamento entre as crianças, pequeninhos entre dois e cinco anos. Segundo ela, eles “amaram ouvir a fada ler e falar de seus segredos”. 

2. Lendo no Cecília Meireles é um projeto iniciado a partir de um convite da Professora Cristina Pinto de Almeida. Ela é formada em Letras pelo CLC/UFPel e ensina a gostar de ouvir e ler aos meninos e meninas dos três sextos anos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Cecília Meireles, que se localiza no Bairro Areal, em Pelotas
Literatura em áudio
A ideia foi enviar áudios de pequenos contos aos estudantes que amam o celular. Nós, do PET Educação, gravamos os contos em nossos celulares e os enviamos à professora Cristina que os escuta e decide se são adequados a sua turma. Depois, as crianças escutam, dialogam e se preparam para gravar sues próprios. O objetivo é qualificar a dicção de todos e os tornar capazes de ler para os pequenos da escola. Nas palavras de Cristina, o que ocorreu na primeira semana:
“Os áudios de Coisas de Menina e Coisas de Menino renderam altas discussões, eles gostaram muito. Obrigada. Acharam tua voz, Cristina, muito familiar. Ficaram felizes em saber que as gravações foram feitas pensando neles e para eles! O processo foi assim: primeiro, conversamos sobre o que era coisas de meninas e de meninos e fizemos duas listas. Depois, ouvimos os áudios e, logo após, o debate.


Leituras na escola: atividades PET em maio

Um maio para gostar de ler...

Maio tem sido um mês importante para a leitura literária. O GELL – Grupo de Estudos em leitura literária – com o apoio da Sala de Leitura Erico Verissimo e do PET Educação, está promovendo ações de estudo, pesquisa e intervenção. O foco é cultivar o gosto por livros, autores e gêneros literários com muita leitura. Conheça as datas importantes e participe:

As datas:
Dia 02 de maio: Publicação dos resultados da pesquisa “Livro que li na adolescência”. Disponível em: http://saladeleituraericoverissimoufpel.blogspot.com.br/2018/05/meu-livro-adolescente.html
Dia 02 de maio: Leitura na Escola Fernando Treptow, pela Cláudia Souza;
Dia 03 de maio – Leitura Literária. Obra: A maior flor do mundo, de José Saramago, aos estudantes do 8º semestre da Licenciatura em Pedagogia. FaE, 19 horas;
Dia 04 de maio – Abertura oficial da Sala de Leitura Erico Verissimo ao público das escolas. Nesse dia, Um a bruxa e um afada agiradaram as crianças para ler. Museu do Doce, 15 horas;
Dia 05 de maio: Entrevista concedida à Radio Cultura FM de Porto Alegre pela Docente Cristina Rosa. O programa é Tons e Letrta, da FM cultuira, que indica aos leitores obras asserrm conhecidas, lidas, aprecidas. A docente cormpormeteu-se, desde 2016, a indicar uma obra infantil, mensalmente, ao programa. O convite veio do Jornalista Luis Dill e a parceria permanece em 2018;
Dia 05 de maio: Leitura Literária. Obra: As Aventuras do Avião vermelho, de Erico Verissimo, aos estudantes do 6º ano na Escola Municipal Cecília Meireles, no Bairro Areal, em Pelotas. A convite da Professora Cristina, Alessandra, Cinara, Ieda, Roselaine e Cristina se trsnaformaram em personagesn: Um a fada, duas vbruxas, a Bela e a Girafalda Bichófila, para ler esse clássico de èrioc Verissimo a 68 pré-adolescentes da escola que, muito concetrados, ouviram até o fim.
Dia 08 de maio: Critérios de escolha de obras literárias: como saber? Aula na Livraria Vanguarda que se localiza no Shopping Pelotas aos estudantes da UNATI – Universidade Aberta à terceira Idade da UFPel.Local: Setor Infantil da Livraria Vanguarda Shopping, 15 às 17 horas.
Quer saber mais sobre essa atividade? Leia em:
http://crisalfabetoaparte.blogspot.com.br/2018/05/unati-uma-aula-na-livraria-vanguarda.html
Dia 09 de maio: Envio de uma indicação de leitura à rede de compartilhamento do GELL;
Dia 11 de maio – Abertura oficial da Sala de Leitura Erico Verissimo ao público da cidade de Pelotas. Museu do Doce, 15 horas;
Dia 12 de maio – Leitura Pública na Sala de Leitura Erico Verissimo ao público da cidade de Pelotas. Museu do Doce, 15 horas;
17 de maio (manhã e tarde): Segundo encontro no Curso de Aperfeiçoamento Somos loucos por livros!, um convênio FaE/UFPel e CETEP-SME/Cidade de Pelotas.
17 de maio (noite): Leitura Literária. Obra: Coisa de Menina, de Pri Ferrari, aos estudantes do 8º semestre da Licenciatura em Pedagogia;
19 de maio: Leituras Literárias no Museu do Doce (15 às 17);
22 de maio: Leitura de Mário Quintana – a obra poética, aos estudantes inseridos da UNATI - Universidade Aberta à terceira Idade da UFPel;
24 de maio: Leitura Literária. Obra: Coisa de Menino, de Pri Ferrari, aos estudantes do 8º semestre da Licenciatura em Pedagogia;
26 de maio: Leituras Literárias no Museu do Doce (15 às 17);
29 de maio: leitura de Manoel de Barros – obra completa, aos estudantes da UNATI - Universidade Aberta à terceira Idade da UFPel;
31 de maio: Leitura Literária. Obra: Coisa de Menina, de Pri Ferrari, aos estudantes do 8º semestre da Licenciatura me Pedagogia;

A leitura literária na escola:
Entre primeiro e trinta e um de maio, o Projeto Leitura Literária na Escola estará, esporadicamente, respondendo afirmativamente a convite de escolas e, frequentemente, como um projeto de leitura de ano inteiro em algumas escolas que se anteciparam e convidaram o grupo.
Além disso, integrantes do GELL e do PET Educação estão realizando estágio ou pré-estágios docentes vinculados à Licenciatura em Pedagogia. Neste caso, as leituras literárias para seus alunos são consideradas integrantes do projeto. Entre abril e julho de 2018, realizam essas atividades os estudantes Cinara Postringer, Gabriela Leal, Ieda Kurtz, Leonardo Capra, Maiara Kringel, Priscila Brock, Rafaela Camargo e Tamires Goulart.

Onde há leitura literária?
As escolas em que o grupo está realizando leituras são:
1.   Escola Estadual de Ensino Fundamental Fernando Treptow;
2.   Escola Municipal de Ensino Fundamental Cecília Meireles;
3.   Escola Municipal de Educação Infantil Ruth Blank;
4. Escola Estadual de Ensino Fundamental Nossa Senhora dos Navegantes
5. Escola de Educação Infantil Crescer Brincando


PET Educação premiado no SulPET em Curitiba


O trabalho intitulado A FORMAÇÃO DO ESTUDANTE LEITOR LITERÁRIO: AÇÕES DO PET EDUCAÇÃO 2017-2018, apresentado pelo estudante da Licenciatura em Pedagogia da Faculdade de Educação da UFPel foi premiado no SulPET em Curitiba, PR, realizado entre 28 de abril e 01 de maio de 2018.
A seguir, leia o resumo enviado ao evento pelo estudante Leonardo Capra:

1.      INTRODUÇÃO

O PET EDUCAÇÃO desenvolve intensa programação que culmina na formação do leitor literário entre os universitários da Pedagogia. Tendo estabelecido parceria com o GELL - Grupo de Estudos em Leitura Literária -, objetiva proporcionar um encontro profícuo com o livro literário, com espaços de letramento e com práticas e metodologias de formação do leitor, aberta à comunidade escolar e da cidade. O objetivo é propiciar a efetiva relação entre Ensino, Pesquisa e Extensão através de ações que capacitam o estudante a apresentar o livro literário ao público.
O referencial teórico considera os escritos de Ana Maria Machado (2002), Bartolomeu Campos de Queirós (2009), Beatriz Cardoso (2014), Cristina Maria Rosa (2017), Graça Paulino (2014), Lígia Cademartori (2014), Regina Zilberman (2003), Tzvetan Todorov (2012) e Yolanda Reyes, entre outros.
2.     
METODOLOGIA

De cunho qualitativo, a metodologia adotada é integrada por três ações:
a) estudo (formação);
b) experimento (ação);
c) reflexão (avaliar e divulgar).
Entre as ações ocorridas em 2017 – micropolíticas de leitura literária – destaco:
1. Formação do leitor literário, através da participação em disciplina, cursos e eventos de letramento;
2. Integrar como leitor e mediador a Sala de Leitura Erico Verissimo;
3. Integrar a equipe da pesquisa “Perfil Leitor do estudante da Licenciatura em Pedagogia”;
4. Realização de práticas de leitura literária em escolas públicas da cidade e região;
5. Integrar o grupo que realiza o “Espetáculo literário no Museu do Doce”, com foco na literatura pelotense;
6. Realizar atividades focadas em datas como o programa “Leitura para meninas”, cujo tema é o diálogo sobre a condição das mulheres na sociedade.

3.      RESULTADOS E DISCUSSÃO

Com os vínculos estabelecidos desenvolvem-se habilidades fundamentais através da mediação literária, desde o contato com o público integrado por crianças, adolescentes, adultos, professores e bibliotecários como com obras, autores e locais plurais de formação. Ao atuar na escola pública e conhecer a intervir com públicos em vulnerabilidade social, criam-se laços fortes e enriquecedores que contribuem para a formação acadêmica e também pessoal.

4.      CONCLUSÃO

A proposta do PET EDUCAÇÃO vai ao encontro do que Yolanda Reyes (2010) define como mediador: um agente que torne possível o encontro de um livro e um leitor, estando estes por toda parte e não apenas na escola, mas em toda esfera social e criando modos de ler para si, para seu leitor e para o mundo.

Palavras-chave: Leitor literário; Mediação; Formação docente.

@ @ @ @ @ @ @ @ @ @ @

SULpet: O QUE É ISSO?
O SulPET é um evento que reúne estudantes do sul do Brasil (Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catariana), por alguns dias para dialogar, aprender, estudar, fazer amizades, discutir, discordar e agendar pauta de lutas, além de conhecer o que cada grupo realiza em termos de pesquisa, ensino e extensão em suas universidades de origem. Neste ano, o PET Educação esteve presente com dois trabalhos:

1. Projeto novos caminhosalfabetização e letramento de jovens e adultos com deficiência, elaborado pelas estudantes Tamires Goulart, Gabriela Leal, Maiara Kringel, Priscila Barbosa, Rafaela Oliveira, orientado pela docente Gilsenira Rangel;

2. A formação do estudante leitor literário: ações do PET Educação 2017-2018, elaborado pelos estudantes Leonardo Capra, Alessandra Steilmann, Cinara Postringer, Claudia Souza, Erica Machado, Ieda Kurtz, Paula de David e Rafaela Camargo, orientados pela Drª Cristina Maria Rosa.


Outros trabalhos premiados:

À esquerda ou à direita?: tentando decifrar a identidade ideológica dos estudantes da UFPel foi o título da pesquisa apresentada pela estudante de Ciências Sociais - Bacharelado, Martina  Martins, trabalho que tem a orientação do Dr. Álvaro Barreto, das Ciências Sociais IFISP/UFPel. Integrante do Pet Diversidade e Tolerância, Martina é tutoriada pela Drª. Lorena Gill.

O PET Educação parabeniza os estudantes que lá estiveram defendendo suas pesquisas e estudos e manifesta alegria pelos prêmios conquistados.

Dia Nacional do Livro: PET Educação presente!

A literatura infantil recebe homenagens no mundo inteiro em 2 de abril, quando se celebra o Dia Internacional do Livro Infantil. Data escolhida em memória ao nascimento do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, é um importante marco pára quem ama o livro e a leitura.
No Brasil, o Dia Nacional do Livro Infantil é comemorado em 18 de abril, data de nascimento de Monteiro Lobato, considerado o inventor da Literatura infantojuvenil. Suas criações, que tem quase cem anos, continuam sendo apreciadas por crianças, jovens e leitores de qualquer idade. Em especial por essa data, integrantes do PET educação estiveram em escolas e em projetos de leitura literária.

16 de abril
A semana começou com leitura para os pequeninhos do Colégio Alfredo Simon, nas Três Vendas. O convite, enviado pela Carla Michelle Rodrigues, Bibliotecária do Colégio, foi recebido com alegria e aceito.
Na tarde do dia 16, segunda-feira, Senhor Sabetudo e a Bruxa Aprendiz estiveram na escola para dar início à Feira do Livro. Na bagagem, levaram livros que encantaram as crianças.
17 de abril
Na terça, a professora Cristina Rosa leu O adiado avô, de Mia Couto a seus alunos da UNATI – Universidade Aberta à Terceira Idade.
Na mesma tarde, a petiana Érica Machado Leopoldo leu Tentação, um conto de Clarice Lispector extraído de A legião estrangeira, publicado em 1999. Quer ler um trecho? A seguir:


“Ela estava com soluço. E como se não bastasse a claridade das duas horas, ela era ruiva. Na rua vazia as pedras vibravam de calor – a cabeça da menina flamejava. Sentada nos degraus de sua casa, ela suportava. Ninguém na rua, só uma pessoa esperando inutilmente no ponto do bonde. E como se não bastasse seu olhar submisso e paciente, o soluço a interrompia de momento a momento, abalando o queixo que se apoiava conformado na mão. Que fazer de uma menina ruiva com soluço? Olhamo-nos sem palavras, desalento contra desalento. Na rua deserta nenhum sinal de bonde. Numa terra de morenos, ser ruivo era uma revolta involuntária. Que importava se num dia futuro sua marca ia fazê-la erguer insolente uma cabeça de mulher? Por enquanto ela estava sentada num degrau faiscante da porta, às duas horas. O que a salvava era uma bolsa velha de senhora, com alça partida. Segurava-a com um amor conjugal já habituado, apertando-a contra os joelhos”.
  
18 de abril
Na quarta, as personagens escolhidas pelas petianas Gabriela LealPriscila Brock e Rafaela Camargo interagiram com os alunos da escola na qual realizam o estágio em docência nos anos iniciais, mostrando que as personagens não estão presas aos livros e podem andar livres pela imaginação de cada um. Cada qual com sua personalidade, as estudantes/personagens promoveram um dia diferente para as crianças da Escola Estadual de Ensino Fundamental Nossa Senhora dos Navegantes. E como foi?
Algumas personagens clássicas sairiam dos livros para ler histórias, entre elas, Emília, que convidava a turma para sua festa, com “Bruxa, Bruxa, venha a minha festa”. As crianças morriam de medo com seus convidados! Cinderela leu “O rei que queria alcançar a lua” e Chapeuzinho Vermelho aproveitou o momento para ler a história de uma prima medrosa, a Chapeuzinho Amarelo.
19 de abril
Na quinta-feira pela manhã, foi a vez da Bruxa Mor apresentar como é que as bruxas de espalham pelo mundo. No Curso de Aperfeiçoamento Somos loucos por livros, teve aula de caracterização, exploração da mala de leitura e leitura literária do primeiro capítulo de O sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato.
Nesse mesmo dia, à tarde, Ieda Kurtz de Azevedo completou a formação das bibliotecárias lendo O príncipe que bocejava, de Ana Maria Machado aos presentes. Uma semana inteirinha de livros, leitura e deleite, Bem como deve ser...